Estudantes baianos criam carregador de celular à base de energia solar


Estudantes do curso técnico de nível médio em Informática, do Centro Estadual de Educação Profissional em Apoio Educacional Tecnologia da Informação Isaias Alves (CEEP), no bairro do Barbalho, em Salvador, desenvolveram um protótipo com esta tecnologia social, de baixo custo, a partir dos estudos em sala de aula. A experiência é uma das novidades apresentadas na Feira de Ciências do CEEP, que segue, até esta quarta-feira (28), mobilizando toda a comunidade escolar.

A feira de Ciências, que acontece em escolas de todo o Estado, faz parte do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, que visa incentivar o protagonismo estudantil por meio do estudo das Ciências em sala de aula. Os trabalhos foram desenvolvidos ao longo do semestre com base nos conteúdos estudados e em pesquisas envolvendo as diferentes áreas do conhecimento.
No CEEP Isaias Alves, estão sendo expostos 52 projetos voltados à sustentabilidade e a qualidade de vida da população. A estudante Radhija Mendes, 14 anos, que faz parte da equipe que desenvolveu o ‘carregador solar’, conta que foram utilizados materiais que seriam descartados e poderiam acabar no lixo, poluindo o meio ambiente, como baterias usadas de telefone fixo e conversor de USB. “O carregador é de baixo custo porque é montado com peças usadas e outras bem baratas que podem ser encontradas em lojas de informática, como placa solar. Nosso projeto é ecológico e econômico, pois economiza energia e dinheiro”, comemora a estudante.

Em visita à feira, a professora Ligia Caldeiras ficou entusiasmada com o ‘carregador solar’. “Achei uma ideia inovadora e criativa dos estudantes e eles foram muito felizes em escolher este tema porque precisamos de um planeta sustentável”, afirma a professora.

Deixe Seu Comentário