Pesquisa da USP indica que casca da romã ajuda a prevenir Alzheimer



A romã já é bastante apreciada pelos seus diversos benefícios para a saúde, agora uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba (SP), apresenta mais uma novidade relacionada à fruta. A romã pode combater o mal de Alzheimer. Isso porque a casca da fruta, que geralmente é descartada, é rica em compostos antioxidantes que trazem benefícios à saúde humana que ajudam na prevenção do Alzheimer.  Ela tem dez vezes mais substâncias antioxidantes que a polpa.


 Durante a pesquisa foram realizados experimentos em que animais tratados com extrato da casca de romã, os cientistas identificaram que o consumo do extrato foi capaz de inibir a atividade da enzima acetilcolinesterase, que atua de forma prejudicial nas terminações nervosas, em até 77%. Segundo Maressa Caldeira Morzelle, doutora em Ciência e Tecnologia de Alimentos, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), os animais apresentaram níveis de substâncias que favorecem a sobrevivência dos neurônios, e foram capazes de reduzir placas amiloides, uma das principais características da doença Alzheimer.

Deixe Seu Comentário