Inep divulga resultados por escola do Enem 2015




O desempenho das escolas públicas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano passado ficou grande parte abaixo da média nacional: 91% das unidades (7.793 de 8.732) tiveram média inferior a 515,8. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o caso das particulares é inverso: apenas 17% (1.061 das 6.266) tiveram notas abaixo dessa média. Na Bahia, o índice de escolas com notas abaixo da média é superior à média nacional tanto considerando a rede estadual (95%), quanto à rede privada (19%). O estado, no entanto, não está entre os estados com os piores resultados: está em 18º, considerando a rede pública, e em 13º da lista da rede privada. Três estados tiveram 100% das notas inferiores à média nacional: Amapá, Mato Grosso e Tocantins.

Nenhuma escola baiana está entre as mais bem colocadas do ranking geral, que é liderado pelo Objetivo Colégio Integrado, que obteve média 763,66. Das escolas públicas, a mais bem-posicionada é o Colégio Aplicação da UFV Na listagem que reúne as escolas com índice socioeconômico muito alto, aparece o Colégio Militar de Salvador, em 4º lugar entre as escolas públicas, com média 662,25, a maior do estado.

A Bahia volta a aparecer entre as dez melhores com índice socioeconômico médio-alto: a Escola Djalma Pessoa (Sesi) está em 8º lugar no cômputo geral e em 7º entre as privadas. O Instituto Federal Baiano de Senhor do Bonfim, no norte do estado, lidera o ranking das escolas com indicador de nível socioeconômico médio-baixo. No nível sócio econômico baixo, escolas estaduais baianas ocupam a 1ª , 3ª, 7ª, 8ª, 9ª e 10ª posições na lista das dez melhores dessa categoria.

Deixe Seu Comentário