Bahia recebe novos médicos cubanos, Morro do Chapéu será Contemplado


No dia 15/12 (quarta), 117 profissionais desembarcaram no estado. Outros 75 irão chegar no sábado (17/12). Eles substituirão outros médicos que deixaram programa
A médica cubana Disleimi Alvarez, de 25 anos, desembarcou na Base Aérea de Salvador, na manhã desta quinta-feira, 15, ao lado de outros 116 profissionais de saúde da ilha caribenha.
A chegada foi o final de um processo que começou há um ano, quando ela se inscreveu para vir ao Brasil por meio da cooperação firmada entre o país e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).
No sábado, 17, outros 75 cubanos se juntarão a Disleimi e colegas. Os 192 médicos da ilha comunista serão divididos entre 158 municípios baianos, em substituição a profissionais do primeiro e segundo ciclos do Mais Médicos que se desligaram do programa.
Nesta sexta, 16, eles começarão a se deslocar para as cidades onde irão atuar. Enquanto isso, ficarão hospedados na sede dos Fuzileiros Navais, no Comércio. A transferência, segundo a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), será finalizada na próxima segunda, 19.
Disleimi Alvarez, que morava na capital cubana, Havana, atenderá pacientes em um posto de saúde de Macaúbas, município distante 682 km de Salvador.
Ela, que é especialista em medicina geral e integrada, afirmou nesta quinta estar “muito feliz” com a chegada à capital baiana. “Tenho pesquisado sobre o país e sinto-me alegre”, contou. “Quero atender as famílias que precisam, para prevenir doenças crônicas”, prospectou.
Os médicos cubanos foram recebidos nesta quinta pelo titular da Sesab, Fábio Vilas-Boas, por representantes do Ministério da Saúde e pelo coordenador do programa Mais Médicos no governo da Bahia, Ângelo Castro Lima.

Lima explicou que, em 2017, outras quatro turmas de cubanos, que chegaram ao país há três anos, serão substituídas. Até lá, entretanto, a expectativa da Sesab é que médicos brasileiros passem a se interessar pelas vagas do programa.
Atualmente, antes de serem oferecidas a cubanos, elas são disponibilizadas a brasileiros e estrangeiros de qualquer nacionalidade.
Na Bahia, 1.464 profissionais atuam pelo programa federal, sendo que 1.060 deles são cubanos. O número de médicos da ilha corresponde a 73% do total de enviados ao estado pelo Ministério da Saúde. São, ao todo, 381 municípios e nove distritos indígenas atendidos.
Especialista em medicina da família, a cubana Bárbara Monteiro, 38, é uma das médicas que chegaram nesta quinta à Bahia para integrar o quadro do programa.
Oriunda de Santiago de Cuba, província do país caribenho, ela diz que o atendimento a pessoas que até então não possuíam assistência de saúde “causa emoção”. “Fico muito emocionada pela oportunidade de conhecer outra cultura, outras crenças e outros estilos de vida”, afirmou. “Vou conhecer muitas pessoas e tentar ajudá-las em tudo que puder”, completou.
Chefes de Estado
A chegada dos cubanos à Base Aérea, nesta quinta, foi marcada por um clima de assédio. Recebidos por autoridades públicas, fotógrafos e equipes de jornalistas, eles foram tratados como chefes de Estado pelas Forças Armadas, que disponibilizou aviões de Força Área Brasileira (FAB) para a locomoção dos profissionais. Alguns até ensaiaram acenos para as câmeras.
O secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, discursou para os médicos. Para ele, as novas turmas que chegam ao programa serão “muito cobradas, a partir de agora, por causa do excelente desempenho dos profissionais que ocupavam as vagas”.
“Além de os números da saúde terem melhorado após o programa, a qualidade da assistência à saúde da população melhorou muito”, disse Vilas-Boas. Ele ainda destacou que, em três anos de Mais Médicos, a cobertura da atenção básica de saúde subiu de 60% para 72% de baianos. São, no total, 3.353 equipes de saúde da família atuando no estado.

Municípios baianos beneficiados

•Morro do Chapéu
•Abaíra
•Almadina
•América Dourada
•Andaraí
•Andorinha
•Angical (2)
•Anguera (2)
•Antas
•Aporá
•Arataca
•Aratuípe
•Baixa Grande (2)
•Banzaê
•Barra do Rocha
•Belmonte
•Biritinga
•Botuporã
•Brotas de Macaúbas
•Buritirama
•Caatiba
•Cabaceiras do Paraguaçu
•Caetanos (2)
•Caldeirão Grande
•Campo Alegre de Lourdes (2)
•Canavieiras
•Candeal
•Cansanção
•Caraíbas
•Caravelas
•Cardeal da Silva
•Carinhanha (2)
•Catolândia
•Caturama
•Central (2)
•Cipó
•Cocos (2)
•Conde
• Coribe
•Coronel João Sá
•Correntina (2)
•Cotegipe
•Crisópolis
•Curaçá
•Dario Meira (2)
•Dsei Bahia (Distrito Sanitário Especial Saúde Indígena) (5)  •Encruzilhada
•Euclides da Cunha
•Fátima
•Feira da Mata
•Floresta Azul
•Formosa do Rio Preto (3)
•Gentio do Ouro
•Governador Magabeira
•Iaçu
•Ibirataia
•Ibitiara
•Ibotirama (2)
•Inhambupe
•Ipirá
•Ipupiara
•Irajuba
•Iraquara
•Irará
•Itabela
•Itagibá
•Itamari
•Itapebi
•Itiruçu
•Itororó
•Iuiu
•Jaguarari
•Jaguaripe
•Jeremoabo (2)
•Jitaúna
•Jucuruçu
•Lafaiete Coutinho
•Laje
•Lajedo do Tabocal
•Lapão (2)
•Lençóis
•Livramento de
Nossa Senhora
•Macajuba
•Macaúbas (2)
•Macururé
•Malhada
•Manoel Vitorino
•Mansidão (2)
•Maracás
•Maragojipe (3)
•Mascote
•Milagres

•Mortugaba
•Mucuri
•Mundo Novo
•Muniz Ferreira
•Nilo Peçanha
•Nova Canaã
•Nova Fátima
•Nova Ibiá
•Nova Itarana
•Nova Viçosa
•Novo Triunfo
•Olindina
•Palmas do Monte Alto
•Palmeiras (2)
•Paratinga
•Pedrão
•Pedro Alexandre (3)
•Pilão Arcado
•Pindobaçu
•Pintadas
•Piraí do Norte
•Planaltino
•Potiraguá
•Prado
•Presidente Tancredo Neves
•Quixabeira
•Rafael Jambeiro
•Remanso (3)
•Retirolândia
•Riacho de Santana
•Ribeira do Amparo
•Ribeirão do Largo
•Rio do Antônio
•Rio do Pires
•Ruy Barbosa
•Salvador
•Santa Bárbara
•Santa Inês
•Santa Maria da Vitória (3)
•Santo Estêvão
•São Desidério
•São Domingos
•São Felipe
•São Félix do Coribe
•São José da Vitória
•São Miguel das Matas
•Sátiro Dias
•Saúde
•Seabra
•Sebastião Laranjeiras
•Sento Sé (2)
•Serra do Ramalho
•Serra Dourada
•Serrolândia
•Sítio do Quinto (2)
•Tapiramutá
•Teofilândia
•Tremedal
•Tucano (2)
•Uauá (2)
•Ubaíra
•Umburanas
•Urandi
•Várzea da Roça
•Várzea Nova
•Vereda

Deixe Seu Comentário