Rio Energy fecha o financiamento do Parque Eólico Serra da Babilônia que será construído nos municípios de Morro do Chapéu e Várzea Nova

A Rio Energy, uma das principais desenvolvedoras, proprietárias e operadoras de projetos de energia renovável no Brasil, formada pela empresa de capital privado global com foco em energia Denham Capital, firmou acordos de financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no Brasil, no valor de R$ 848 milhões (cerca de US$ 270 milhões), para a construção de oito parques eólicos no complexo da Serra da Babilônia. 
Localizado nos municípios de Morro do Chapéu e Várzea Nova, espera-se que o projeto inicie suas operações comerciais em novembro de 2018 e consistirá de 95 turbinas eólicas Wobben E-92, que representam juntas um total de 223 MW de capacidade instalada. Estima-se que a Serra da Babilônia venha a gerar cerca de 1.400 empregos diretos e indiretos na cadeia de suprimentos e nas fases de construção e operação. O financiamento também suportará a construção de acessos rodoviários, uma subestação e uma linha de transmissão, bem como oferecerá a possibilidade de emitir debêntures de infraestrutura. 
Marcos Meireles, diretor executivo e cofundador da Rio Energy, observou: “Estamos muito satisfeitos em trabalhar junto com o BNDES neste importante projeto de infraestrutura. O complexo da Serra da Babilônia levará a operação da Rio Energy ao marco de 500 MW, um resultado que fortalece a geração de energia eólica brasileira e cria oportunidades de desenvolvimento social e econômico na região”. 
Scott Mackin, parceiro e copresidente da Denham Capital, acrescentou: “A Rio Energy é um testamento de nossa estratégia de apoiar as melhores equipes, capazes de entregar geração de energia de baixo custo em economias de alto crescimento. Estamos ainda encantados em ter compartilhado esta oportunidade de coinvestimento com nossos parceiros limitados existentes, levando o total de compromissos de coinvestimento para mais de US$ 170 bilhões. 
Além dos 223 MW da Serra da Babilônia em construção atualmente, a Rio Energy tem dois complexos eólicos operando, Eólicas Caetité (54 MW) na Bahia e Eólicas Itarema (207 MW) no Ceará, bem como um portfólio de projetos de 2 GW em fase de preparação. 

Deixe Seu Comentário