SESAB alerta pais para vacinarem seus filhos contra o HPV

SESAB alerta pais para vacinarem seus filhos contra o HPV

‘Geração Z ligada na saúde’ é o tema da campanha de vacinação contra a Meningite C e o HPV, lançada pelo Ministério da Saúde. Meninas de 9 a 14 anos e meninos de 12 a 13 anos já podem ser vacinados contra HPV, sendo que os garotos e garotas na faixa etária de 12 e 13 anos também receberão doses contra Meningite tipo C. As vacinas estão disponíveis nos postos e centros municipais de saúde. A campanha será feita em duas fases, pois a vacina contra o HPV deve ser tomada em duas doses e a segunda será dentro de seis meses.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), alerta para que os pais não deixem de levar seus filhos adolescentes para serem imunizados contra essas doenças. “Lembramos que a Meningite C pode levar à morte e estamos disponibilizando a vacina para que nossos adolescentes fiquem protegidos. Além disso, temos o HPV, que leva ao câncer de colo de útero, responsável, no ano passado [2016], na Bahia, pela morte de 365 mulheres, uma média de uma morte por dia”, explica o coordenador do Programa de Imunização da Sesab, Ramon Saavedra.

Na Bahia, o público alvo a ser vacinado em 2017 contra o HPV – meninos 12 anos e 13 anos e meninas de 9 a 14 anos – é de total de 1.069.762 adolescentes. Até março, 19.224 meninas e 19.217 meninos já foram vacinados. No ano passado ocorreu a vacinação de 353.288 meninas.

HPV

O objetivo da vacinação contra o HPV é reduzir futuramente o câncer de colo de útero, terceiro tipo de câncer mais comum em mulheres e a quarta causa de óbito por câncer no País. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde apontam que, no mundo, 4,5% dos cânceres são causados pelo HPV. No Brasil, são estimados 16 mil casos por ano e cinco mil óbitos de mulheres em decorrência da doença.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que este ano, na Bahia, serão registrados 1.189 novos casos de câncer de colo de útero. Em Salvador, seriam 270 novos casos. “Temos como reverter essas estatísticas, disponibilizamos a vacina contra o HPV. Então, vamos proteger nossos filhos”, diz o coordenador da Sesab.

SESAB alerta pais para vacinarem seus filhos contra o HPV

Na foto: Crianças e Adultos são atendidos em Posto de Vacinação
Foto: Rafael Martins/AGECOM

No Brasil, desde 2014, meninas de 9 a 13 anos são vacinadas. Este ano, estão incluídos os meninos de 12 e 13 anos. Em 2018, a faixa atenderá meninos de 11 e 12 anos. Em 2019 serão os de 10 e 11 anos, e em 2020, meninos de 9 e 10 anos. De 2014 a 2016, 5,8 milhões de meninas na faixa etária de 9 a 14 anos foram imunizadas no País com as duas doses da vacina contra o HPV, o que corresponde a 55% do total nessa faixa de idade que precisa ser vacinada.

De acordo com o Ministério da Saúde, são 5,5 milhões de meninas de 9 a 14 anos com o esquema vacinal incompleto no País. Meninas que chegaram aos 14 anos sem completar as duas doses da vacina contra HPV têm mais uma chance de receber a vacina e completar o esquema vacinal. Segundo a fonte ministerial, 500 mil meninas nessa faixa não tomaram uma ou duas doses.

Meningite C

Os adolescentes de 12 e 13 anos, de ambos os sexos, também deverão se imunizar contra a Meningite C. O objetivo é reforçar a eficácia da vacina meningocócica C, uma vez que, com o passar dos anos, pode haver diminuição da proteção após a imunização, que acontece na infância. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, a vacinação será ampliada gradativamente, entre 2017 e 2020.

 

Em 2018, serão incluídos os adolescentes de 11 e 12 anos e, a cada ano, será acrescida nova faixa etária em ordem decrescente. “Lembramos que o esquema vacinal para a Meningite C será de um reforço ou uma dose única, de acordo com a situação vacinal de cada um”, enfatiza Saavedra.

 

Fonte: Ascom/(Sesab)

Deixe Seu Comentário