Depois de quatro anos sem funcionar, Hospital Regional de Jacobina pode ser reaberto

Sesab buscará alternativas para reabertura de hospital em Jacobina

Depois de quatro anos sem funcionar, Hospital Regional de Jacobina pode ser reaberto

Fechado desde janeiro de 2013, o Hospital Regional de Jacobina está deixando de prestar serviços para a população do município. Para reverter esta situação, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), constituirá um grupo de trabalho para viabilizar a reabertura da unidade, que é privada, e oferecia atendimento através do Sistema Único de Saúde. A informação foi dada pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, que visitou as instalações da unidade nesta segunda-feira (16).

hospital regional jacobina

De acordo com Fábio Vilas-Boas, a determinação do governador Rui Costa foi avaliar a situação do Hospital Regional para ser traçado um plano para reabertura da unidade. “É uma pena que o hospital está fechado. É um equipamento de excelente qualidade. Vamos trabalhar para que o sonho da reabertura do Hospital Regional seja concretizado”, afirmou o Secretário, que destacou ainda o objetivo de construir uma rede sólida na região de Jacobina, para que as pessoas não precisem se deslocar para terem atendimento.

O chefe de gabinete da governadoria, Cícero Monteiro, que também esteve na visita, pontuou a parceria com a comunidade e a prefeitura. “Tivemos a oportunidade de conhecer a rede de saúde do município e junto com a prefeitura e com a comunidade, o governo verá qual a melhor solução para o Hospital Regional”, disse Cícero.

Ainda em Jacobina, o Secretário verificou alguns terrenos onde a policlínica do consórcio de saúde da região poderá ser construída. Na unidade, que será construída, serão realizados consultas, exames e procedimentos em até diversas especialidades médicas, como angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, mastologia e neurologia. Além disso, exames e serviços como ecocardiograma, eletrocardiograma também estarão disponíveis na policlínica. Ascom/Sesab

Deixe Seu Comentário