Bahia Sem Fogo capacita brigadistas voluntários em mais de 40 cidades baianas

Bahia Sem Fogo capacita brigadistas voluntários em mais de 40 cidades baianas

Cerca de 1,2 mil brigadistas voluntários de combate a incêndio florestal vão passar por capacitação oferecida pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec/Defesa Civil), por meio do Programa Bahia Sem Fogo, com apoio das prefeituras municipais.

Os cursos serão realizados em mais de 40 cidades baianas, entre os meses de agosto e setembro, por quatro equipes multidisciplinares, com duração de uma semana por turma. Desde segunda (30) e até esta sexta-feira (3), as equipes percorrem os municípios de Seabra, Brejolândia, Palmeiras e Antônio Gonçalves. Já de 6 a 10 de agosto, as equipes estarão em Iraquara, Baianópolis, Bonito e Pindobaçu.

Durante a formação, os brigadistas voluntários aprendem sobre legislação, prevenção, técnicas de combate a incêndio florestal, organização de brigadas e primeiros socorros, com ênfase a suporte básico de vida. Dessa forma, eles são capacitados e certificados, podendo dar resposta a princípios de incêndios florestais e orientar a sociedade para casos de acidentes.

Com aulas teóricas e práticas, o curso é voltado aos cidadãos interessados, os voluntários, que geralmente são os primeiros a chegar aos locais de incêndios florestais. Com a capacitação, os voluntários podem realizar o combate inicial, que é importante para evitar a propagação das chamas.

O Bahia sem Fogo é coordenado pela Sema e integra o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia, instituído pelo Decreto nº 11.559, de 1º de junho de 2009). O programa tem como objetivo coordenar as ações de prevenção, combate e monitoramento a incêndios em áreas de Unidades de Conservação (UCs) no estado, oferecendo infraestrutura e logística para as ações. Atua na prevenção às queimadas, promovendo cursos para formação de brigadistas, reuniões e oficinas com as comunidades rurais, campanhas de prevenção e sensibilização.

Fonte: Ascom/Sema/CBMBA

Deixe Seu Comentário